Para deixar claro sobre a minha paixão por estrelas ( e por você ).




   



   Aquelas sextas. Saudades daqueles dias onde você brilhava mais do que tudo em volta de nós. Serena aquela noite que você disse a coisa mais bonita e sincera de todos os tempos. Porque era só você, e era só eu, juntos tornando aquela noite mais do que especial. " Queria ser infinito", ele disse e eu, como sempre, fiz que sim com a cabeça, enquanto meus sentimentos e pensamentos iam além daquela simples resposta.
     Já estávamos naquela colina há horas, e eu posso te jurar que o meu maior desejo era que o tempo parasse ali, bem ali. Olhos nos olhos, mãos nas mãos, e quando eu percebi já estávamos dançando valsa com a musicalidade do vento batendo nos galhos daquelas árvores secas do outono. Ele me fazia sentir algo tão especial, sempre me mostrando o quanto me amava e o quanto faria de tudo por nós. Mas em algumas horas, me batia uma tristeza. Queria tanto inventar um remédio que fizesse com que todas as pancadas que aquele amor me causou sumissem de uma vez só, queria tanto que aquele medo de que ele cometesse aquilo  novamente sumisse. Porque com ele eu podia me sentir fora do chão, e tão perto das estrelas, o que me dá aquela sensação tão boa, e você sabe o quanto eu amo as estrelas, e sabe ainda mais o quanto eu amo você.
      Dois passos para frente, dois para trás, e em seguida um rodopio. Acho que o nossos dias juntos foram assim, e no final do rodopio eu me sentia um pouco tonta, mas não tinha problema, você me dizia que sempre daríamos um jeito no final, e que aquilo tudo era tão lindo, aquele nosso ciclo especial. Era tudo como fases da lua, como a gente sempre dizia,e ria. E eu já sabia no que aquilo ia dar, e como sempre, já pensava em todas as noites que eu sofreria com essas memórias que estavam sendo produzidas naquele momento. Mas pra falar a verdade mesmo, joguei todo esse meu pessimismo  na lixeira e todos os conselhos de pessoas desconhecidas que diziam que você não era suficiente para mim e fui me aventurar, cada dia mais, com o meu amor. Minha vontade infinita de ter ele por perto era bem maior, afinal, o nosso amor era pintado e bordado por nós dois.
      Ele sorriu, mais uma vez, mas enquanto sorria procurava alguma coisa dentro do carro. Uma cartão, e tenho que dizer que achei meio clichê, mas quando abri não tinha nada. Nesse momento nada daquilo estava fazendo sentido, até que o momento que ele segurou minhas mãos e disse: " Não bastava palavras para descrever essa nossa linda bagunça que chamamos de "amor". Não importa para onde for, que o tempo sempre esteja ao nosso favor. Essa folha em branco significa todas as histórias que ainda vão ser escritas em nossas vidas."
    Fechei meus olhos, contei até dez ( para as lágrimas não caírem, por que eu nasci tão chorona?), e rapidamente olhei para o céu, e vi que as estrelas estavam tão lindas quanto seu sorriso. Porque era só você, e era só eu, porém juntos.

6 comentários:

  1. Que lindo. Adorei a parte "Porque era só você, e era só eu, juntos."
    www.fragmentosdavidadeoutroalguem.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só tenho que agradecer ao dono do meu coração partido hahahaha

      Excluir
  2. Lindo texto Mari, parabéns pelo talento. Voltarei sempre que tiver um tempinho para acompanhar seu blog. Beijos beijos
    http://mon-jardin-byrenatas.blogspot.fr/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por visitar meu blog e pelo carinho ♥♥

      Excluir
  3. Muito lindo o texto. Inspirador! Parabéns, fiquei apaixonada!

    http://thaynanicchio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Irradiar Estrelas. Powered by Blogger :: Voltar ao topo imagem-logo